Projeto Emilio Augusto Goeldi

"Este Projeto Cultural tem como intuito preservar a memória do Brasil e principalmente resgatar a vida e a obra deste tão famoso cientísta que apesar de não ser brasileiro amou o Brasil, a Amazônia e principalmente o Meio Ambiente , mais do que sua própria Pátria."


     Emilio Goeldi, zoólogo, naturalista , natural da Suiça e meu bisavô, veio ao Brasil movido pelo seu interesse científico, residiu no Rio de Janeiro, ocupando o cargo de diretor do Museu Nacional do Rio de Janeiro, e posteriormente sendo convidado a dirigir o Museu Paraense, que hoje é denominado Museu Paraense Emilio Goeldi. Após a morte de meu avô (único filho de Emílio, entre sete irmãos, que lhe deu herdeiros), muitas coisas de seu acervo, como documentos e objetos particulares, vieram parar em minhas mãos, resolvi então catalogar este acervo e através de depoimentos pessoais dos netos de Goeldi e filhos, dei início a este trabalho.

     Este Projeto contou com alguns apoios importantes, tais como Prefeitura de Taubaté, Prefeitura de Belém, Museu Paraense Emilio Goeldi, Instituto de Estudos Monteiro Lobato de Taubaté e algumas empresas privadas.

     Porém havia ainda um hiato na história, de 1907 quando ele partiu de volta a Suíça (Berna) até 1917 quando faleceu.

     Esta pesquisa então tomou rumos internacionais e agoira juntamente com a Universidade de Berna, através de seu Diretor Dr. Marcel Guntert, continuei a recolher dados e traduzir documentos para que este trabalho fosse concluído.

     Agora completa a obra "De mãos dadas com o passado", conta a história de cinco gerações da Familia Goeldi, constado de 150 páginas e totalmente ilustrado com mais de 70 fotos de época.


Histórico:


     Emil August Göldi, nasceu em Ennetbuhl, distrito de Toggenburg Superior na Cantão de St. Gall na Suiça, em 28.08.1859,e por inúmeras fatalidades acabou sendo o único filho de Johannes Göldi e Margaretha Kunt.

     Descendente de familia da antiga nobreza germânica, exerceu desde muito cedo a função de professor assistente na cidade de Neuveville.

     Desejando adquirir mais conhecimentos e ao mesmo tempo aprender o italiano, radicou-se em Nápoles no ano de 1880, frequentando a Universidade e o Instituto Dorhn de Pesquisas Marinhas.

     Em 1882 Goeldi foi concluir seus estudos na Universidade de Jena e Leipizig, Alemanha onde teve oportunidade de servir como assistente o célebre zoólogo e evolucionista Ernst Haeckel.

     Defendeu dotoramento em 1883 e continuou em Jena trabalhando e estudando a fauna da América do Sul.

     Em fins de 1884 a convite do Imperador Pedro II, que sobre ele já tivera informações por ser um consagrado naturalista na Europa, veio para o Brasil para dirigir o Museu Nacional do Rio de Janeiro.

     Em 1889 casa-se com Adelina Meyer, no Rio de Janeiro, com quem teve sete filhos.

     Em 1891 é contratado para reorganizar o Museu Paraense, em Belém do Pará, onde se instala definitivamente em 1895.

     O Museu Paraense passa por uma reforma total, onde foram criadas diversas seções científicas, sendo este patrimonio considerado um dos maiores parques zoobotânicos do mundo.

     Emilio Goeldi retorna à Europa em 1907, falecendo em Berna em 05.07.1917. Hoje, em sua homenagem o Museu Paraense é denominado Museu Paraense Emilio Goeldi.

     Dos seus sete filhos somente dois se casaram, porém somente Edgar Goeldi, seu filho mais novo e único Suiço deles é que lhe deu herdeiros, uma delas a autora deste Projeto.


Conteúdo:


     Este projeto consistiu na pesquisa e levantamento de dados, da vida e obra de Emilio Goeldi e seus descendentes diretos.

     Abrangeu não só a contribuição geo-política no Brasil e na Suíça, como também a restruturação do Museu Paraense, e sua vida socio-familiar.

     A pesquisa foi iniciada a partir de documentos , fotos, cartas, depoimentos e história oral, bem como acervos familiares.

     Tomando este ponto de partida, colhemos dados nas cidades por onde Emilio Goeldi e seus descendentes residiram, citamos : Belém-PA, , Caxambú-MG, Terezópolis-RJ, Nova Friburgo-RJ, Taubaté-SP e finalmente Berna-Suíça.

     Após a conclusão da pesquisa, foi elaborado uma monografia biográfica, e a partir dela foi concluída a obra.

     Neste período foram sendo publicados alguns artigos na imprensa, com intuito de divulgar o trabalho realizado, sempre enfatizando aspectos pessoais da vida de Emilio Goeldi.

     Este trabalho teve puro interesse científico, para que possa complementar toda a obra que Emilio Goeldi deixou no Brasil e na Europa.

Lani Goeldi

Bonus William Hill
Bonus Ladbrokes
Premium Templates